Como salvar um vídeo do (seu site de videos favorito) no novo flash plugin ?

Houve um tempo (até poucas semanas atrás), em que para salvar um vídeo FLV qualquer da web, bastava ir no diretório /tmp, e copiar o arquivo FlashFEYHS2W34F para o desktop com outro nome, ou ainda assistir o vídeo usando o mplayer enquanto o mesmo era baixado.

Mas as coisas mudaram, a Adobe, visando proteger o direito autoral da indústria, mudou o comportamento do Flash, agora ao começar o stream de vídeo ele deleta o arquivo do HD, assim ele fica inacessível para o sistema e para os outros programas, mas não para o processo que originou o stream. Ou seja, enquanto esse processo estiver rodando o sistema de arquivos não libera o espaço ocupado pelo arquivo deletado, assim ele continua disponível para o processo pai indefinidamente.

Que tal usar essa característica dos sistemas de arquivos do linux a nosso favor ?

Primeiro passo, escolha um vídeo no youtube e dê play, em seguida abra um terminal e digite:

lsof | grep deleted | grep /tmp/Flash

Essa etapa pode demorar alguns minutos, dependendo do tamanho do seu sistema e da quantidade de processos rodando, e no fim ele vai te gerar uma saida semelhante a essa:

chromium- 4103    liquuid   22w      REG       8,21  20022146     394236 /tmp/FlashXXfBMa8x (deleted)

Esse comando nos mostra qual o comando e o número do processo que tem um arquivo aberto deletado cujo o nome se inicia com ‘/tmp/Flash’. Se você pegar o nome do arquivo ‘/tmp/FlashXXfBMa8x’ e der um ‘ls’, ele não vai estar lá, por outro lado todos os processo do linux tem seus files decriptors muito bem organizados e guardados no diretório ‘/proc’.

Dessa forma usando o número do processo (segunda coluna) 4103, basta dar o comando:

ls -l /proc/4103/fd/ | grep '/tmp/Flash'

A saída será parecida com essa :

l-wx------ 1 liquuid liquuid 64 2011-03-26 16:31 22 -> /tmp/FlashXXfBMa8x (deleted)

Ou seja, existe um link chamado ’22’ linkado com o conteúdo do arquivo deletado, então basta copiar ‘/proc/4103/fd/22’ para outro diretório, para ter sua cópia do vídeo. Não é simples, mas é uma forma.

EDIT: Esse post não mostra uma solução de como baixar videos do Youtube, mas de qualquer site e qualquer conteúdo.

Bucketball

Putz, pq não pensei nisso antes ? 😛

Esse jogo é um dos mais legais que já joguei, o objetivo é colocar a bolinha na cesta, só isso.. e vicia !


Jogue, Joguye Jogue !

Arkanoid de pobre em Flash pt1

Defensores radicais do software livre, pulem o post pois esse blog está mergulhando no mundo imundo do software proprietário fechado barbudo e mal.

Disse em algum post atrás que estava me interessando cada vez mais pela produção de jogos, bobos e simples, e de preferência portateis… Já fiz um game ou outro, a maioria em BASIC pro antigo MSX 2.0 e um outro em C/SDL pro linux, mas game casual que é game casual tem que rodar em qualquer micro, em qualquer sistema, e nada melhor que Flash para isso.

A proposta é criar um clone do Arkanoid, sem todo seu glamour, coisa simples sem muita firula, nem mesmo som 😛

Eu sei que é possível desenvolver maravilhas com puro ActionScript+Javascript mas eu não tenho a manha, então vou de Flash CS3 mesmo. Alias, vou usar o Flash CS3 no OSX Leopard, se você usa windows os screenshots vão ser diferentes mais ainda assim parecidos.

Primeiro passo, abra um novo “Flash File (ActionScript 2.0)”, se quiser mude as propriedades do fundo da tela e seu tamanho em “Modify > Document…”.

Agora vamos desenhar a bola, use a ferramenta para criar circunferências e crie uma bola em algum canto da tela. Selecione a bola e converta para Símbolo em “Modify > Convert to Symbol” , marque a caixa “Type” como “Movie Clip”. Marque a caixa “Linkage to ActionScript” também:


tutorial flash

Agora clique com o botão direito em cima da bola e vá em “Actions”, e cole o seguinte código :


// Função carregada no início do jogo
onClipEvent(load) {

	// A cada loop incrementa em 10 a posição da bola 
	// na direção horizontal
	xspeed =10;
	// A cada loop incrementa em 10 a posição da bola 
	// na direção vertical
	yspeed =10;
	// Tamanho da tela horizontal (width) e vertical (height)
	stageWidth=400;
	stageHeight=300;
	
}
// Carregado quando o jogo entra nesse frame
onClipEvent(enterFrame) {
	//Incrementa as velocidades em x e em y a cada loop
	this._x += xspeed;
	this._y += yspeed;
	
	// Detecta se a bola atingiu a parede o teto e inverte sua velocidade
	if ((this._x <= 0) || (this._x >= stageWidth)) {
		xspeed = -xspeed;
	}
	if (this._y <= 0 || (_root.barra.hitTest(this))) {
		yspeed = -yspeed;
	}
	
	// Caso a bola caia no chão ela será restaurada no meio da tela
	if (this._y > stageHeight) {
		_x = stageWidth/2 ;
		_y = stageHeight/2;
		xspeed=10;
		yspeed=10;
	}
	
}

Agora vamos adicionar a “barra”, da mesma forma que adicionamos a bola, posicionando na tela convertendo para símbolo e identificando como “barra”. Clique em cima da barra, e vá em “Actions”, em seguida entre com o código :


onClipEvent(enterFrame) {

	// Tamanho da tela, usado para calcular os limites de movimento da barra	
	stageWidth=400;
	stageHeight=300;
	
	// Se pressionado o botão direito soma 10 na posição da barra
	if(Key.isDown(Key.RIGHT)) {
		// Verifica se  a barra já chegou a extremidade
		if(this._x <= stageWidth - this._width) {
			this._x += 10
		}
	}
	// Se pressionado o botão direito subtrai 10 na posição da barra

	if(Key.isDown(Key.LEFT)) {
	// Verifica se  a barra já chegou a extremidade

		if(this._x >= 0) {
			this._x -= 10;
		}
	}
}

Uma dica muito, mas muito importante é instancear os objetos que usamos, para isso selecione um dos objetos e na janela de propriedades dê o nome da instância do objeto, “bola” no caso da bola e “barra” no caso da barra. Sem isso a bola vai passar direto quando atingir a barra. Veja figura abaixo :


instancia no flash

Se você chegou até o fim do tutorial seu game deve ser parecido com o abaixo :