Reviravoltas e novidades

O silêncio

Eu odeio deixar o blog as moscas, mas ao mesmo tempo não gostaria de transforma-lo em um twitter, com posts rápidos sem profundidade. Aconteceu muita coisa desde que roubaram minha bike.

A dobravel

Desisti da blitz ,a bike não me aguenta, após 2 semanas e 5 visitas a bicicletaria ficou claro pra mim que ela não foi uma boa escolha para o meu porte. Passei ela para a minha namorada , e fiquei sem bike para uso no dia a dia. Dois meses depois , engordei e perdi músculos, nunca imaginei que a bike faria tanta falta.

A estradeira

Ganhei 1/3 de um consórcio pago de uma moto estradeira. Motos estradeiras são aquelas motos com um tanque grande, com grande autonomia, feitas para rodarem + de 300 Km sem parar, sem esquentar, com potência suficiente para ultrapassagens. Eu gosto muito de viajar, decidi continuar pagando. Estou em dúvida entre uma kasinski mirage 250 nova ou uma virago / intruder/ shadow usada. O plano inicial era investir um pouco mais e pegar uma Sportster usada, mas tenho que pegar essa moto rápido.

Aonde cair morto

Comprei meu AP, fica nos confins da Zona Leste, mas foi oque os preços mais que inflados dos imóveis em São Paulo e os limites estranhissimos do programa minha casa minha vida permitiram. É uma cobertura decente em um bairro de classe média com condomínios e casas grandes. O legal de pegar a cobertura é que eu posso ter um cachorro, e espaço para minha máquina de fliperama e até para construir outras máquinas de fliperama, yeah !

Casório

Com a compra da casa, caiu a última barreira entre minha resistência em casar, na igreja e de papel passado. Imagine um rasta chegando de uma estradeira ao altar , e levando a noiva num sidecar com latinhas amarradas na traseira. É , vai ser assim 🙂 Aguarde novidades

Bye Caloi, Oi Blitz !

Era sábado, no meu primeiro dia dando monitoria, pela primeira vez na vida levando uma faculdade à sério. Fui de bike, como sempre, participei da reunião com o meu orientador, peguei minha lista de chamadas, fui pra minha sala, tirei as dúvidas dos alunos. No fim do expediente a surpresa: Minha bike não estava mais onde deixei … Tudo que me restou foi o banco :

o banco

Fiquei triste pois já pedi a instituição a instalação de paraciclos dentro da unidade, e a universidade tem espaço de sobra para sua instalação. Retomei as negociações , mas não posso esperar. Eu moro longe demais para ir à pé, perto demais para usar transporte público, o melhor pra mim é a bike.

Já que não posso deixar a bike presa do lado de fora da instituição por causa dos ladrões, porque  não entrar com a bike ?

Tomei a decisão e comprei uma dobravel , da Blitz, modelo City, por R$ 550 com a bolsa 🙂 . A blitz é uma bike chinesa que custa em média metade do preço da super-popular Dahon.

Ainda estou avaliando a bike, tive um problema grave com alguns parafusos e roscas, mas no geral ela é deliciosa para pedalar ! Vamos ver se ela aguenta meu cotidiano. Comprei essa bike para deslocamentos curtos, como os que faço diariamente , com no máximo 5 Km, mas não abro mão de algum conforto ao pedalar, como podem ver nas fotos ela é quase do tamanho de uma bike aro 26.

Os defeitos de fabricação foram resolvidos com uma manutenção rápida na bicicletaria, no inicio fiquei apavorado pois achei que a bike não tinha um sistema de proteção no caso de falhas nos parafusos e roscas do sistema de dobra, mas olhando com mais atenção a bike é mais segura do que aparenta.

Sei lá, é esperar para ver 🙂

PQP Cast ! #2

Nesse episódio, além das abobrinhas nerd padrão  , falamos sobre o PS3, localização de jogos no Brasil, Campus Party , Carnaval, as desventuras de pedalar em São Paulo e outras besteiras. Como sempre vale a penas ouvir o cast 🙂

Feeds :

mp3

AAC-Com imagens

[podcast]http://www.liquuid.me/static/podcast/pqp/pqpcast002.mp3[/podcast]

Oração do Ciclista

Senhor Deus Vós que permitistes a beatificação de São Cristóvão, protetor dos motoristas, dai-nos também, um Santo protetor, que nos ajude aghost_bike_tallahassee pedalar em paz e segurança nas ciclovias, nos parques, nas trilhas e principalmente nas ruas e estradas.

Livrai-nos dos maus motoristas, dos pedestres desatentos, dos ladrões e dos irmãos afoitos, que pela ausência de campanha educativa, desrespeitam as leis e o código de nacional de trânsito.

Fazei com que os cães, melhor amigo dos homens e das crianças, não nos persigam e não ponham em risco a nossa vida.

Lembrai-nos que pedalando ganhamos tempo, economizamos combustível, não poluímos o ambiente e promovemos o desenvolvimento físico, e que a bicicleta é um instrumento de trabalho e ganha pão dos mais humildes.

Despertai nas autoridades a importância da segurança do ciclista, pois ele é também filho do senhor.

Não nos deixei cair em tentação de trocar a bicicleta por automóvel e quando isso acontecer, fazei-o respeitar a bicicleta e o ciclista.

Amém.

by: boney@bicicletada-sp

imagem por biketheworld