Viva a GCM !!!

Uma coisa que amo em São Paulo é a GCM , uma guarda civil , afinal militar é muito 1964,  que protege o patrimônio público da cidade. Como escolas , praças , terminais, pontos de ônibos e as ruas da cidade.

Mas aqui no centro meu amigo, GCM é outra , é racista , higienista … Tem um ego do tamanho do mundo, estão acima da lei. Quando trabalhei no espaço Piolin na galeria Olido ao lado do telecentro cybernarium , a GCM chegou arrepiando. Eles sentiram cheiro de maconha, e pegaram  o pobre do Rodrigo, um japonês que curtia tecno e se vestia como um clubber ( versão old-fashion dos emos) , levaram o cara para a cozinha e o torturaram psicologicamente durante quase uma hora. Nesse meio tempo, tentamos argumentar com os guardas e eles nos ameaçaram com o cacetete e tudo mais.

Ligamos para 190 (polícia) eles nos orientaram à procurar uma base da PM na praça da república, chegando lá (correndo e ofegante), expliquei a situação para o PM ele disse que não poderia fazer nada (!), e que esse tipo de ocorrências com a GCM era comum (!!) e que eles estavam cometendo o crime de carcere privado … E mesmo assim ele só falou pra gente correr para a  Base da GCM no anhangabaú que lá ficava a corregedoria.

Mais uma vez no pique corremos para a base da GCM , e um deles simplesmente nos impediu de fazer a queixa na corregedoria (!!!), ele falou que sabia o que tava rolando no Olido, que o moleque era um delinquente que tinha agredido o guarda e que era pra gente ficar “de boua” . Insistimos no 190, e quando finalmente os PMs se convenceram que os GCM estavam cometendo um crime, o japonês foi solto, ninguém foi preso nenhuma maconha foi encontrada.  O moleque , que era funcionario do telecentro continuou recebendo ameaças dos GCM, que tinham uma base no próprio Olido e pediu demissão.

Ele nunca mais foi o mesmo, entrou em depressão, só vivia chorando e simplesmente desapareceu de todos os meios on-line possíveis e imaginaveis.

O ano desse incidente foi 2005, de lá pra cá os incidentes envolvendo GCMs continuam , rola abuso de poder até contra pedintes . E eles são tão bem preparados que flexibilizaram as lei para porte de arma para esses cidadãos, e da nisso aqui ó .

Tenho um amigo que acabou de entrar para a GCM de uma cidade metropolitana , e de lá pra cá só ouço os causos onde ele se vangloria por dar porrada na molecada depois das baladas … Não se pode dar uma arma para gente com ou sem preparo ! A posse de uma arma cria o desequilibrio necessário para a opressão … Eu mesmo sou assim, ainda hoje se alguém me der uma espingarda de pressão ou um estilingue , é quase certo que vou fazer alguém “dançar”.

O pior é quando você junta um bando de jumentos coordenado por um pior ! Andrea Matarrazzo, coordena uma ação de higienização do centro, onde qualquer ameaça à valorização imobiliaria da região deve ser combatida custe o que custar. Os camelôs, pedintes, pobres, putas não são bem vistos por ele e seus pitbulls de farda, um exemplo na paulista :

Contou o número de viaturas e Guardas ? Sabe o que ele tava fazendo de errado ? Vendendo toucas e luvas de frio !

Viva a GCM, Viva a GCM !!!

PS: Se vc for GCM juro que não vou te torturar , e nem bater na sua cara por comentar ou defender essa máfia , afinal somos humanos e não somos perfeitos.

fonte