ALIEN – 30 anos

Segue o trailer de um dos filmes mais aterrorizantes de todos os tempos :

Infelizmente seus efeitos especiais não venceram o tempo, mas ainda trago comigo o pavor de ter assistido esse filme com 6 anos.

No espaço ninguém vai ouvir seus gritos.

Opensolaris vs Linux

Eu uso linux, mas torço para que outros sistemas façam melhor, justamente para eliminar certos vícios e limitações da GPL, por isso meu apreço pelo OSX e a família BSD. O opensolaris é um SO novo mas baseado no fodástico Solaris ,com muitos anos de estrada apavorando na área de servidores de alto desempenho.

Ele é bem diferente do linux e dos BSDs apesar de ser um Unix certificado (coisa que o linux não é 😛 ) , mas roda X11 e todo seu legado de aplicações como o GNOME, KDE . Portanto no dia a dia não é muito diferente de uma distro linux comum apesar do pobre suporte a hardware.

Achei esse artigo que conta muito mais sobre as diferenças entre o linux e o opensolaris, sem pender para nenhum lado, mas da água na boca de ver a implementação de snapshots do ZFS direto no nautilus, coisa que não teremos no linux pelos próximos 5 anos ou mais.

2009-09-16 no Twitter

  • YES !!! Descobri como mudar o RPM das ventoinhas do macbook pro no linux, chega de cozinhar os dedos ! #
  • YES ! YES ! aprendi a ligar o backlight do teclado via linha de comando :0) finalmente meu linux tá ficando usavel no macbook pro #
  • @stevelacerda , no slackware 🙂 O engraçado é que não tem GUI pra essas coisas bobas 😛 #
  • @stevelacerda a máquina tava resetando por causa da temperatura, não sei pq as ventoinhas nunca passavam de 1000 RPM #
  • @regilacerda hahha in reply to regilacerda #
  • caraca, os sensores de luz , acelerometros tudo aparece no /sys , ou seja, só não funfa por falta de software e não compatibilidad #
  • levando em conta que o linux tb pode gravar na NVRAM posso dizer que o linux é 100% compativel com o mbp, mas faltam daemons #
  • escrevendo um script pra monitorar o macbook pro 🙂 próximo passo, fan RPM ,kbdleds e backlight on demand ! #
  • a quem interessar possa , demonio e monitor de temperatura do macbook pro : http://github.com/liquuid/macsmc #
  • ai, meus olhos doem :http://digitaldrops.com.br/drops/2009/09/desktop-da-hello-kitty.html #
  • veja pq sua distro linux não é livre : http://bit.ly/lgLOP , #troll #
  • whiplash se superou, agora ao abrir o portal ele abre uma pagina inteira de propaganda, flash e gifs animados #FAIL #
  • @tduarte deu sorte, eu fui a 4 quarteis diferentes, fui convocado, me mandaram pro CPOR, fiz um monte de exames e provas … in reply to tduarte #
  • @tduarte tomaram minhas medidas, um tenente coronel informalmente falou que eu seria dispensado pois só tinha 35 vagas todas já preenchidas #
  • @tduarte preenchidas por parentes e militares de outras unidades, então quase um ano de idas e vindas a quarteis fui dispensado #
  • Opensolaris implementou no Nautilus um substituto `a altura do TimeMachine do OSX, fantastico, pena que nunca vai ter pra linux #
  • @uira pq ZFS usa licença livre BSD que não é koshir suficiente pra entrar no kernel do linux, e via fuse é muito limitado in reply to uira #

Powered by Twitter Tools

Testador de portas USB

Não raramente pendrives e mp3 vão pro saco por causa de uma porta USB com a voltagem invertida. A culpa é do estagiário que montou a máquina, ou mesmo do dono da Lan House, e o prejuizo é todo seu 🙁

Uma vez um camarada me mostrou um testador USB, agora achei no diybr um esqueminha fácil pra montar , não custa nem 3 reais, e pode salvar seus gadgets !

Microsoft treina vendedores da Bestbuy

A microsoft não ignora mais o linux, resolveu partir pro ataque para evitar perdas de terreno no futuro. As táticas não são nada éticas :

win-linux-training-1

O linux suporta praticamente todas as câmeras , mp3 players perfeitamente, mas não iPods, que tem suporte parcial. O linux suporta mp3 sim ! Mas várias distribuições não enviam os pacotes nas ISOs para estimular o uso do Ogg e evitar processos por infração de patentes.

Linux suporta praticamente todos os scanners e impressoras, mas é impressionante como os modelos mais baratos e populares só suportam windows.

O linux é 100% compativel com software feito para linux, e muito compativel com softwares de windows via wine.

O linux suporta serviços web, mesmo que  microsoft não queira.

Da pra jogar via wine boa parte dos jogos do windows, mas existem casos que realmente não rolam.

Existe suporte para linux, vide Redhat, openSUSE, ubuntu , Mandriva etc …

Existe vídeo chat no linux … É muita desinformação.

Desisto do awesome wm

O awesome wm foi a melhor coisa que já aconteceu no mundo dos windowmanages X11 . Estudos comprovam que gastamos 30% do tempo de uso no computador gerenciando as janelas, o awesome faz isso com maestria. Conheça mais lendo esse artigo aqui.

Mas infelizmente ele sofre da síndrome do pacote novo, como assim ? Ele é atualizado vorazmente, tem release praticamente todas as semanas, e sua evolução é violenta ! Só pra se ter idéia, desde quando eu comecei a usar awesome no começo desse ano o formato e sintaxe dos arquivos de configuração mudaram a ponto de se tornarem incompativeis… Ou seja, reescrever tudo do zero a cada 4 meses. E isso da trabalho, levam meses até se ter um ambiente agradavel cheio de automações.

O awesome wm é feito para quem usa distribuições unstable, é o caso do Fedora Rawhide, Debian sid, Suse Factory, Mandriva Cooker e archlinux, já que sempre exigem a última versão de todas suas bibliotecas, mesmo as mais instaveis. Um bom exemplo é o uso da biblioteca XCB no lugar da velha libX11, nada de errado com isso mas a XCB muda profundamente a cada versão e quebra a retrocompatibilidade, diferente da libX11 que é estavel a mais de 25 anos.

Isso é frustrante pois é impossível usar o ambiente em uma máquina de produção pois dificilmente vai existir um ambiente sério usando versões de testes de distros linux. Por isso , eu desisto, tenho mais o que fazer do que sair colhendo cacos de distros que tem por sua natureza serem defeituosas por padrão. Se o awesome tem esse espirito ,ele não é pra mim.

Sim, agora eu uso xmonad 🙂