O porque não faço kung-fu

Alguns de vcs já sabem que eu sou praticante de Tae Kwon-do ITF com a família Mocó , meu futuro com eles é incerto pois prestei vestibular pra um curso que vai ser noturno, mas esse é assunto para outro post.

Como tem uma academia de Kung-fu a 40 metros da minha casa, fiquei pensando, que kung-fu seria uma alternativa no caso de não conseguir treinar ITF com os mocó… Mas veja o vídeo abaixo :

Depois de ver isso, penso em matar uma ou duas aulas na faculdade por semana pra continuar no Tae Kwon-Do 🙂

Fonte

Publicado por liquuid

Work on It

5 respostas em “O porque não faço kung-fu”

  1. Então … Esse post é do ano passado, eu errei na hora de importar, mas no blog antigo um cara tinha comentado que faz kung-fu e que isso não é sério. 😛

  2. E é claro que tinha que aparecer o defensor do kung-fu.
    O kung-fu é subdividido em vários estilos, o garra de águia é um deles, o cara devia estar de zoação mesmo.
    Têm dos estilos mais violentos, aos mais calmos, a praticamente ginástica.
    Como cê treina TKD aconselho que procure por demonstrações de Wing Chun e Sanshou (luta desportiva). Acho que você iria gostar.
    Existem academias muito boas em São Paulo, na maioria de wushu moderno (kung-fu desportivo) mas não deve ser difícil encontrar algo mais tradicional como Wing Chun e Sanshou por aí.
    Acredito que você vai gostar…

  3. Eu moro do lado do bairro da liberdade ,tem academias de todos os tipos de arte marcial lá , inclusive esses que vc falou. Estou pensando em treinar aikido, mas é caro e acho que preciso melhorar minhas bases de TKD antes de tentar algo novo e misturar tudo.

  4. O sanshou é o que mais parece com TKD. Inclusive, o Muay Thai (aquele estilo de galeroso) é baseado nele. Pense em sanshou em algo um pouco mais aplicável que TKD (na rua) e menos sem noção que Muay Thai.
    O Wing Chun chama bastante atenção e é extremamente sangrendo, ohohoho ;P

Os comentários estão desativados.