Configurando MSN transport no Ejabberd

Como disse a um tempo atrás abandonei o msn, por N razões principalmente pela redundancia dos contatos nas redes msn e jabber. Mas como levei um pé na bunda passei a xavecar as minas pelo computador, e todas elas usam MSN …. Outro fato pentelho é os conflitos do GTalk com o Jabber o que me faz pensar se não seria uma boa manter o MSN e apagar todos os GTalks do meu roster

Resolvi então habilitar o MSN transports no meu Jabber, assim não fico incomodado por fazer um login a mais toda vez 🙂 Instalei no meu EJabberd no fedora, entre hacks e feridos o negócio ta indo bem, segue o tutorial assumindo que seu Ejabberd está configurado e funcionando:

Primeiro passo, vamos instalar as dependências :


yum install python-twisted pyOpenSSL

Agora baixe o source :


wget http://delx.net.au/projects/pymsnt/tarballs/pymsnt-0.11.3.tar.gz

Copie o config-example.xml para config.xml e configure :

  • A chave ‘jid’ deve ser configurado com o ID que vc quer para sua rede, nescessário para que que o servidor Jabber reconheça o MSN, por exemplo: msn.host.com’.
  • A chave ‘host’ deve ser um domínio ou endereço de IP PÚBLICO de onde o transport MSN está rodando. Isso é fundamental para transferência de arquivos!
  • A chave ‘mainServer’ deve ter o domínio ou endereço de IP PÚBLICO do servidor Jabber.
    Exemplo: ‘127.0.0.1’.
  • O conteúdo da chave ‘secret’ deve “bater” com a senha secreta que vamos configurar no Jabber, trata-se de uma senha que só o servidor Jabber deve saber.

Agora basta configurar o Ejabberd , adicione a seguinte linha no arquivo /etc/ejabberd/ejabberd.cfg :

{5347, ejabberd_service, [{host, "msn.host.com",
[{password, "secret"}]}]},

Agora basta reiniciar o serviço e rodar o script ./PyMSNt 🙂 Legal né ? Agora vá no seu cliente Jabber, faça um “discover services”, cadastre sua senha MSN e seja feliz :):):)

Eu não fui feliz, o meu não funcionou, apresentava o seguinte erro :

Failed to connect to MSN servers: [Failure instance: Traceback (failure
with no frames): : Timeout]

Pra corrigir tive que alterar o código do protocolo msn implementado na biblioteca em src/
legacy/msn/msn.py :


de MSN_PROTOCOL_VERSION = "MSNP11 CVR0"

para

MSN_PROTOCOL_VERSION = "MSNP11"


Agora sim, funcionou 🙂

Hackintoshs em Netbooks

Uma tabelinha interessante com os principais netbooks do mercado e sua compatibilidade com os OSX modificados que existem por ai. O MSI Wind roda muito bem, vi um funcionando na Starbucks parece um macbook mini 😉

tabela de compatibilidade hackintosh com netbooks

Prato cheio pra quem quer usar OSX e não quer um hardware apple.

perdi a fonte 🙁

Configurando teclado no novo xorg

Quem usa arch e upgradeou sua máquina nas últimas semanas deve ter reparado que a nova versão do xorg agora ignora configurações de teclado no arquivo /etc/X11/xorg.conf :-\ Pra quem usa KDE , GNOME ou XFCE não faz muita diferença , mas pessoas normais como eu que usam gerenciadores minimalistas como IONWM, FVWM ou Windowmaker ficaram com seus teclados desconfigurados…

A solução é simples , o comando :


setxkbmap br

resolveu o problema :0) Pro meu teclado abnt2, craro.

Configurando WPA2 no archlinux PSK

Configurar uma máquina linux via WPA2 é simples se vc usa gnome ou KDE, mas para todo o resto do mundo deve usar wpa-supplicant. Um daemon que cria um “tunel” criptogafado entre sua placa e o servidor. A configuração é simples, basta adicionar as seguintes linhas em /etc/wpa_supplicant.conf :


ctrl_interface=/var/run/wpa_supplicant
eapol_version=1
ap_scan=1
fast_reauth=1

network={
ssid="liquuid"
psk="senh@!"
priority=5
}

network={
key_mgmt=NONE
}

Troque ssid e psk pelas infos da sua rede , e rode o daemon com o comando :


wpa_supplicant -B -Dwext -iwlan0 -c/etc/wpa_supplicant.conf

Ao reiniciar seu computador o comando deverá executado novamente, já que o archlinux não vem com um script de boot (assim como no caso do NIS). Para amenizar o problema, escrevi meu próprio, que segue abaixo :


#!/bin/bash

# source application-specific settings

. /etc/rc.conf
. /etc/rc.d/functions

case "$1" in
start)
stat_busy "Starting WPA SUUUUUUPLAICANT AHHAHAH !!!"
/usr/sbin/wpa_supplicant -B -Dwext -iwlan0 -c/etc/wpa_supplicant.conf

;;
stop)
stat_busy "Stopping WPA Daemon"
killall -9 wpa_supplicant
;;
restart)
$0 stop
sleep 1
$0 start
;;
*)
echo "usage: $0 {start|stop|restart}"
esac
exit 0

E gravei em /etc/rc.d/wpa, depois só adicionei o script no arquivo rc.conf e agora minha máquina fuciona perfeitamente com essa rede.